Resenha :: A Canção do Sangue

Postado por | 10:17 PM Deixe seu Comentário
Trilogia A Sombra do Corvo #01





Se você gosta de uma fantasia medieval bem construída, um livro que apesar de ter mais de 600 páginas, tem uma narrativa tão boa que te prende do início ao fim, A canção do Sangue é uma boa pedida, ainda não tão conhecido, mas não perde em nada para muitos livros do mesmo gênero já consagrados.
“O que sabemos afeta o que fazemos e cada decisão que tomamos”


Seu início me lembrou da Trilogia Crônicas do Matador do Rei, onde Kvothe conta sua história para o Cronista, e vamos revivendo o seu passado, nesse livro se passa da mesma forma, só que Vaelin está como prisioneiro, sendo levado para seu "julgamento", e nessa viagem que ele começa a contar sua história para o cronista do reino que o acompanha para ser julgado, o que é interessante é que no início dá para ficar confuso em relação ao seu estado de prisioneiro, pela deferência que é tratado por quase todos, mas as coisas vão se esclarecendo aos poucos, quando ele começa a sua história desde a sua infância, quando o seu pai o deixou nas portas a Sexta Ordem, a forma de treinamento brutal que ele passou, as decisões que o fizeram chegar a esse momento, foi tudo muito bem escrito, a questão daqueles que abraçam a Fé (a religião oficial da região) e a perseguição aos Negadores (todos que tem religião diferente), não se trata de qual é a melhor, tem todo um enredo muito bom ao redor disso, o que achei muito bom,pois tive uma experiência não tão boa na minha opinião com um livro que não achei que desenvolveu bem esse mesmo tipo de enredo (“A Mão Esquerda de Deus”, desculpe aos que gostaram rs). Outro desenvolvimento bom é a política das Ordem e do Reino, como partes separadas e entrelaçadas desse universo, e por causa de algumas decisões Vaelin acaba no meio disso tudo.   
“A lealdade é nossa força”
No geral é um ótimo livro, com personagens secundários com bom desenvolvimento, apesar de não ser perfeito, os amigos da Ordem de Vaelin, Dentos, Nortah, Caenis, Barkus e Mestre Sollis merecem destaque. Em alguns momentos queria saber mais deles, e a política das outras seis Ordens, mas acho que o segundo livro O Senhor da Torre vem para isso, para abranger muito do que ficou de fora nesse. Não poderia deixar de destacar a capa desse livro que foi a primeira coisa que e chamou atenção antes de ler a sinopse, eu gostei bastante, apesar de gostar também da capa antiga (mesmo depois de ouvi que parecia com capa de livro erótico, o que estragou com quase toda a imagem que eu tinha dela rs mas não deixei de gostar rs ). Bom é isso...Leiam!!! 
“Meu povo acredita que o corvo é um arauto de mudanças. Quando a sombra do corvo passa por seu coração, sua vida muda, para melhor ou pior, não há como saber. Nossa palavra para corvo é Beral, e a palavra para sombra é Shak. E você, Vaelin Al Sorna, guerreiro a serviço da Fé, é a Sombra do Corvo.”

                                                 Nota: 

Ficha Técnica do Livro

Trilogia - A Sombra do Corvo # 1 
Ano: 2014
Páginas: 640
Editora: LeYa

Sinopse (Skoob)
Quando Vaelin Al Sorna, um garoto de apenas 10 anos de idade, é deixado por seu pai na Casa da Sexta Ordem, ele é informado que sua única família agora é a Ordem. Durante vários anos ele é treinado de forma brutal e austera, além de ser condicionado a uma vida perigosa e celibatária. Mesmo assim, Vaelin resiste e torna-se líder entre seus irmãos. Ao longo de sua jornada, Vaelin também descobrirá de quem foi o verdadeiro desejo para que ele fosse entregue à Ordem o objetivo sempre foi protegê-lo, mas ele não tem ideia do quê. 
Aos poucos, indícios de uma esquecida Sétima Ordem e questões acerca das ações do Rei Janus fazem Vaelin Al Sorna questionar sua lealdade. Destinado a um futuro grandioso, ele ainda tem que compreender em quem confiar. Neste primeiro volume da trilogia A Sombra do Corvo, Anthony Ryan estreia de maneira promissora na literatura com uma aventura repleta de ação.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Palavra do Leitor:

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!