Resenha :: Clube da Luta

Postado por | 11:55 AM Deixe seu Comentário


Quebrando a primeira e segunda regra.  
“A primeira regra do clube da luta é não falar do clube da luta.”
Se você está lendo isso saiba que é porque eu quebrei as regras e se você veio aqui é porque alguém contou a você sobre o clube da luta e também quebrou as regras, mas já que estão aqui é melhor saber logo que a “A segunda regra do clube da luta é não falar do clube da luta.”
Depois de se quebra as regras não tem volta, depois de ler esse livro não tem como não falar do clube da luta, seja para o bem ou para o mal, se você começa a leitura completamente alheio do que se trata, tenho quase certeza que essa pode ser uma das melhores leituras da sua vida, mas se você já tinha recebido spoiler do final, posso te garantir por experiência própria que ainda há chances de ser uma das melhores leituras que você já fez.
“Clube da luta não tem nada que ver com ganhar ou perder lutas. Clube da luta não tem nada que ver com palavras.”
Uma palavra definiu esse livro do começo ao fim: “Louco”. Fiquei meses enrolando para ler ele, não só por já te recebido spoiler, mas por ser um livro considerado Cult por grande parte das pessoas, e pensei que poderia achar ele complicado demais, difícil de entender, e que poderiam está exagerando e etc, ou seja que não iria gostar, mas sempre senti uma certa curiosidade sobre ele, e achei que estava na hora de encarar.
“A maioria do pessoal vai ao clube da luta porque morre de medo de lutar por alguma coisa. Algumas lutas depois, o medo já é bem menor.”
A narrativa é bem diferente do que vemos normalmente, não é muito separadinho o pensamento do dialogo, o que causa um estranhamento no começo, mas que eu conseguir me acostumar rápido por já ter lido alguns livros nesse estilo, e acho bem interessante apesar de não ser a minha preferência. Não tem como descrever exatamente a história do narrador (não nos é apresentado o nome desse personagem,  só fui perceber isso quase no final do livro de tão envolvida que estava com ele), que muda completamente sua vida depois de conhecer Tyler Durden que  idealiza o clube da luta, ainda contamos nessa história com a personagem Marla Singer que é bem legal e louca também como os outros rsrs, eu adorei todos os personagens, até aqueles que eram apenas descritos e não tinham tanta notoriedade, acho que isso foi um grande diferencial, além da loucura  que explode sua cabeça se não estiver preparado que tem no final desse livro.
 “Você não diz nada porque o clube da luta só existe naquelas horas em que começa e termina o clube da luta.”
Mas para concluir eu amei o livro, decidir ler e falar sobre ele antes de assistir o filme, queria ter uma ideia da história mais fiel possível e sem comparações e influências sobre ele, mas depois dessa leitura, estou ansiosa para assistir, outra coisa que apesar do tema, as lutas e vários outros fatores violentos que é abordado, eu não achei um livro pesado nem nada, achei bem fluido, conseguir ler em pouco menos de dois dias, coisa que não conseguia fazer faz um tempo. Foi afinal muito bom e espero que leiam  e gostem tanto quanto eu gostei e que Tyler me perdoe, espero que vocês quebrem a regra depois e falem sobre o Clube do Luta.
“Não somos especiais. Também não somos merda nem lixo. Apenas somos. Apenas somos e o que acontece, acontece.” 
                                               Nota: 

Ficha Técnica do Livro

Clube da Luta

Ano: 2012
Páginas: 272
Sinopse (Skoob) Considerado um clássico moderno desde sua publicação em 1996, o livro Clube da Luta consagrou Chuck Palahniuk como um dos mais importantes e criativos autores contemporâneos, além do próprio livro como um cânone da cultura pop. O livro que estava esgotado há anos volta às livrarias nessa caprichada edição.
O clube da luta é idealizado por Tyler Durden, que acha que encontrou uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e das regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui para frente.
O livro foi filmado em 1999, Por David Fincher (Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, A Rede Social), que possui duas nomeações ao Oscar, que conseguiu adaptar toda atmosfera do livro, o mundo caótico do personagem e o humor negro de Palahniuk em uma trama recebida com inúmeros elogios pela crítica e pelo público que conta com os atores Brad Pitt, Edward Norton e Helena Bonham Carter.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Palavra do Leitor:

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!