Resenha :: Drácula de Bram Stoker

Postado por | 8:45 AM Deixe seu Comentário
Castelo do príncipe romeno Vlad Tepes, no século XV


    A história do Conde Drácula foi inspirada no príncipe Romeno Vlad Tepes, este que por sua vez, ficou conhecido como o empalador - ele estava fortemente envolvido com a politica e a guerra, em primeiro momento apoiando o seu pai, e depois lutando contra os húngaros e turcos. Ao longo desse período Vlad mostrou o seu lado mais perverso na guerra e, a sua sede de sangue. Seu passatempo favorito era assistir aos seus inimigos serem torturados e antes de serem mortos eram empalados, e isso tudo acontecia enquanto o príncipe jantava.

   O famoso "Castelo do Drácula" é o Castelo de Bram, localizado na vizinhança da cidade de Brasov.      Ele é um monumento nacional e marco histórico da Romênia. A fortaleza situa-se na fronteira entre a Transilvânia e a Valáquia, encravado na floresta abaixo do monte Cárpatos. O castelo hoje funciona como um museu aberto ao público, que exibe as peças de arte e mobiliários colecionados pela Rainha Maria. Os turistas podem ver o interior do castelo com visitas guiadas ao livre. E ao fundo do castelo é exibido um mapa onde o turista encontra as estruturas tradicionais da Romênia, representando todo o país.

  Bram Stoker, teve uma sacada genial, na minha opinião, que foi pesquisar esse fato real e colocar no livro, descrevendo locais frequentados por Drácula, escrever sobre a Transilvânia, os locais frequentados por outros personagens, tudo para facilitar o entendimento do leitor e deixá-lo bem situado geograficamente na história. Outra coisa bem interessante, é que a história pode ser contada através de diários, jornais e correspondências de diversos tipos, que pertencem aos personagens Mina Harker, Jonathan Harker, Senhorita Lucy, Dr. John Seward, Arthur, Quincey Morris, Dr. Van Helsing e, é claro do Conde Drácula. Muitos pontos de vistas diferentes para entendermos a linha traçada por Bram e  a maneira como ele escreve que faz o leitor se interessar por cada parte do livro.

  Podemos entender também a  descrição de autor a seu antagonista Drácula, que é bem diferente do que estamos acostumados a verem 'Crepúsculo' ou na série 'Diários de um vampiro', temos as características básicas, como por exemplo, salgar a corpo do vampiro, enfiar uma estaca de madeira em seu coração, e cortar a cabeça para levá-lo a morte. Entretanto, essa versão de Drácula e, mesmo para quem nunca leu sobre vampiros e não entende nada do assunto, vai se sentir muito satisfeito com a história. Por ser um livro da época vitoriana, ele possui uma linguagem muito rebuscada, porém tenho que ressaltar que foram feitas várias traduções diferentes, então se o leitor não se identificar e não conseguir ler com fluidez alguma edição, vocês podem estar procurando a edição comentada desse livro, para melhor entendimento. A versão lida foi a edição de bolso da Saraiva, com texto integral.

Ficha Técnica do Livro

 
Drácula

Ano: 2011
Páginas: 489
Editora:  Nova Fronteira - Saraiva 

Sinopse (Skoob) “Drácula” tem origem na vida de Vlad Tepes, personagem histórico da Romênia do século XV conhecido por sua bravura na guerra contra os invasores otomanos, mas também por sua crueldade. A partir dessa história, mesclada com várias lendas sobre Vlad, Bram Stoker escreve um romance magistral em forma de diários e cartas que os personagens principais vão trocando entre si. Trata-se de uma obra que abriu um novo caminho nas histórias de terror e que estabeleceu a figura do aristocrata transilvano como arquétipo do mal e da sedução perversa.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Palavra do Leitor:

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!