Resenha :: O Pequeno Príncipe

Postado por | 9:21 AM Deixe seu Comentário



O que eu posso dizer da história mais engraçada que eu já li?

A história ficou muito conhecida mundialmente sem perder o seu encanto. 
A história faz você repensar sobre os seus conceitos pois, o pequeno príncipe tem uma verdadeira história, uma mensagem nas entrelinhas da cada página lida.

 "Quando a gente anda sempre em frente, não pode ir muito longe... "

O que eu mais gostei no livro, assim que eu comprei foi o fato de ter ilustrações para colorir, e a história por assim dizer, é mais leve. Então, pode ser um livro incrível nas mãos certas ou nas mãos erradas, independente de qualquer faixa etária. 

"Todas as pessoas grandes foram um dia crianças – mas poucas se lembram disso."

Não demorei muito para terminar a leitura, e em certos pontos do caminho, você pode se pegar  tentando imaginar o personagem, o pequeno príncipe como por exemplo, uma ponta de esperança no fim do trilho mais apertado do trem, ou na rua mais escura e sem saída que um indivíduo percorrer ao longo de um tempo. 

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos."

Claro, que se você leitor, não estiver afim de ler com pressa, você pode tentar colorir as páginas seguintes a história, isso é um ótimo exercício para relaxar a mente. 

Informações Técnicas do Livro

O Pequeno Príncipe
Editora: Via Leitura 
Lançado em 1943 - Original 
Ano: 2016 
Páginas: 88 
Sinopse (Skoob):
Livro de criança? Com certeza. Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi. Como explicar a adoção deste livro por povos tão variados, em tantos países de todos os continentes? Como explicar que ele seja lido sempre por tanto milhões e milhões de pessoas? Como explicar a atualidade deste livro traduzido em oitenta línguas diferentes? Como compreender que uma história aparentemente tão ingênua seja comovente para tantas pessoas? O Pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia a dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Palavra do Leitor:

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!