A Milly Mandou :: Especial Trilogias

Postado por | 10:28 AM 4Comentários


“A Milly mandou eu ler essa trilogia aqui, mas como eu sou teimosa eu vou... Não  , a que ela indicou parece legal, vou ler ela mesmo..."


Oiiiii pessoa!  Sabe aqueles amigos que sempre tem alguma indicação para nos indicar? O que sempre aparece dizendo "Você precisa ler isso"? Então em termos de trilogias e sagas quem SEMPRE tem algo para me indicar é a Milly aqui do blog. Por isso o post de hoje é sobre trilogias que a Milly me fez ler. Inicialmente pensei em escrever um post só sobre trilogias e sagas que me obrigaram a ler e que gostei, mas quando parei para pensar praticamente todas as indicações desse tipo que recebi são da Milly, então o post é sobre indicações que ela me deu. E como são muitas, vou dividir em dois posts, um só de trilogias e outro com sagas que possuem quatro livros ou mais. Hoje vou falar de cinco trilogias que a Milly me indicou (leia-se obrigou a ler ) e eu realmente amei (ela pode me obrigar, mas QUASE sempre acerta). Então vamos lá.


5° Lugar: Saga Conjurador — Taran Matharu

De acordo com a Milly essa saga é uma trilogia, então vou acreditar nela ... Ela me convenceu a ler o primeiro livro dessa trilogia, O Aprendiz, em 2015 e li com um pé atrás, na época eu não lia muitos livros de fantasia, mas realmente gostei de ler um livro que tem demônios que parecem Pokémons... Depois de ler fiquei sofrendo esperando as continuações, por isso tive uma certa vontade de espancar a Milly. O segundo livro foi lançado esse ano, mas ainda não li, porque quero reler o primeiro antes e ainda não deu tempo, e não tenho muita pressa já que o terceiro não saiu no Brasil ainda, então tenho certeza que vou sofrer quando terminar e vou querer espancar a Milly de novo ... (Confira a resenha do primeiro livro) 



4° Lugar: Trilogia Legend — Marie Lu

Essa trilogia não precisou de muito esforço da Milly para me convencer a ler ela. Eu meio que já tinha uma certa intenção de a ler um dia em um futuro remoto, talvez distante ... Mas aí a Milly leu, falou bem, continuou falando e pronto, lá estava a pessoa aqui começando a ler Legend... Amando o protagonista Day depois de poucos minutos... Querendo explodir a protagonista June, às vezes... Implorando que a Milly me desse algum spoiler e ela negando... E terminando a trilogia toda em três dias, porque tenho uma certa curiosidade incontrolável... (Confira a resenha do primeiro livro)



3° Lugar: Trilogia Meia Vida — Sally Green

Eu realmente não esperava gostar do primeiro livro dessa trilogia, Half Bad, quando comecei a leitura dele. Para você ter noção tem capítulos que são narrados em segunda pessoa e para mim isso é estranho, porque, tipo assim, eu não sou uma bruxa meio da luz e meio das trevas como o protagonista... E ainda estava com um pé atrás quando terminei o primeiro e iniciei o segundo, Half Wild (antes da Milly, porque ela se controlou e esperou para ler o segundo, diferente dessa criatura que vos escreve ), e aí sim essa trilogia me conquistou e me levou ao desespero, porque li os dois primeiros livros em 2015 e até hoje estou esperando o terceiro aqui no Brasil. Oh! Sofrimento!  Vi rumores que vão lançar Half Lost no segundo semestre deste ano, mas só acredito vendo. Enquanto isso, vou culpar a Milly pelo meu sofrimento, pois só li porque ela me mandou ler e nem esperou a trilogia estar completa. Ela é má assim .


2° Lugar: Trilogia do Reino — Jennifer A. Nielsen

A Milly me convenceu a ler esse livro no momento que ela mandou o primeiro parágrafo do primeiro livro, O Falso Príncipe, em um grupo de leitores em que estamos (somos dessas) e li a trilogia assim que pude. Foi amor à primeira página . Me apaixonei pelo protagonista Sage no primeiro parágrafo e o amor só foi aumentando. E isso foi meio surpreendente, porque nunca, em todos os meus anos de leitora, me apaixonei tão rápido por um personagem, nem por Percy Jackson e olha que amo o Percy com cada fibra do meu ser. Apesar de ser clichê, essa trilogia ainda conseguiu me surpreender e me encher de curiosidade (li a trilogia inteira em menos de três dias), e mesmo sendo juvenil, dificilmente vou conseguir amar alguma saga de fantasia medieval mais do que amo essa apaixonante e viciante trilogia. Obrigada, Milly! (Confira a resenha do primeiro livro)



1° Lugar: Trilogia Red Rising — Pierce Brown

Devo milhões e milhões de agradecimentos a Milly por me fazer ler essa trilogia. Acho que não é segredo para ninguém que sou meio obcecada por ela e a amo sem limites . E o mais engraçado em relação a Red Rising é que ninguém  (nem a Milly e, principalmente, eu mesma) pensou que eu ia amar tanto essa distopia. Foi um belo tiro no escuro e a prova de podemos encontrar algo que amamos quando saímos da nossa zona de conforto. Na época que li, em 2015, eu lia muitos livros de romance e drama, mas poucos livros de fantasia e ficção científica, e a maioria era bem leve, sem tanto sangue, palavrões e tal. Mas com o insistência da Milly, resolvi arriscar e li a melhor distopia da minha vida. É claro que eu quis espancar a Milly por um bom tempo, como sempre. E nesse caso, foi porque só dois livros dessa trilogia tinham sido lançados, Fúria Vermelha e Filho Dourado, e o final do segundo foi o final mais desesperador da história dos finais desesperadores. Pense em uma agonia dos infernos! Fiquei quase um ano esperando por Estrela da Manhã! Um ano! Eu estava surtando, pirando, beirando o desespero, perdendo a sanidade... E quando finalmente comprei e li Estrela da Manhã foi como se eu finalmente pudesse respirar normalmente, pudesse viver. Foi como se uma nuvem negra tivesse saído de cima da minha cabeça e o mundo finalmente parecia quase um bom lugar para viver. Posso estar exagerando, mas sério, me senti muito mais leve depois de sofrer (por culpa da Milly) durante tanto tempo. E valeu a pena, a galinha, o avestruz... esperar. Porque o Pierce Brown fechou a trilogia com chave de ouro férreo e eu não esperava menos que isso . Pode ler também e ame , por favor . (Confira a resenha do primeiro livro)


E chega por hoje!  No próximo "A Milly Mandou" vou falar de sagas com mais de quatro livros, mas por enquanto, anote essas trilogias na sua lista de leitura futura, porque todas são muitas boas e cada uma nos conquista de um jeito só delas, e tenho quase 80% de certeza que você pode acabar as amando tanto quanto eu (e a Milly), e você nem vai sofrer ameaças para as ler como eu sofri. Até! 

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

4 comentários:

  1. Sugestões anotadas para um futuro distante, (in)felizmente a pilha de leitura está enorme por aqui!
    Curiosamente, a trilogia Meia-Vida já estava em minha lista (sim, a capa me fisgou e a sinopse também), e agradeço imensamente por não ter começado a ler porque iria ficar no sofrimento! kkk

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueça a sua pilha enorme e coloque pelo menos Red Rising no topo, rs.
      E agradeça por não ter lido Half Bad ainda mesmo, estou quase desistindo de esperar.
      Obrigada pelo comentário!
      Bjo

      Excluir
  2. O que seria de sua vida literária sem mim? 😂😂 Adorei o post, é sempre bom ressaltar o meu ótimo gosto kkk Amei 💓💓

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha vida literária seria mais romântica e menos sanguinária, rs. E eu não estaria no mundo sofredor das sagas incompletas. E veja que eu disse "QUASE" sempre acerta, QUASE, rs. E obrigada, pode fazer um "A Danii Mandou", rs. Mas obrigada pelas indicações de sempre 💓, por me tirar da minha zona de conforto e tal, rs.

      Excluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!