Resenha :: O Garoto dos Olhos Azuis (Trilogia Encantados #1)

Postado por | 9:00 AM 2Comentários
“Você já teve um grande sonho? Um que você imaginou nos mínimos detalhes por uma vida inteira?”

Adivinhe quem resolveu resenhar outra releitura de contos de fadas? Siiiiiiiiim, euzinha!  Mas essa é um pouco especial, porque é uma obra nacional, que, tirando uma coisa ou outra, é realmente boa. E você deve querer perguntar: “Por que essa fixação toda por releituras, Danii?” Bom, eu amo releituras de contos de fadas, porque, bom, eu amo contos de fadas . E isso me faz ser uma romântica bem iludida. Maaaas diferente da maioria das gurias iludidas eu não acho que me apaixonaria fácil por alguém de carne e osso, porque crio expectativas em excesso, então não tenho esperanças de achar o meu príncipe encantado e tenho quase certeza que o meu cavalo branco passou e eu nem vi ele .
Eu quero sentir borboletas no estômago e não querer dar um soco no estômago do cara, sabe? Eu quero me sentir segura e em casa ao lado da criatura, e não querer sair correndo dela e me esconder até ela sumir de vista. E é isso que acontece desde que me entendo por gente, eu fujo, não me apaixono por guris reais, só por fictícios. E como me apaixono por fictícios! Praticamente eu encontro o amor da minha vida em cada livro que leio, porque é fácil, e, mesmo tendo defeitos, eles são tão maravilhosos... Mas infelizmente não existem no nosso mundo e é por isso que sou iludida ao mesmo tempo que sou desesperançada em termos de amor. E isso meio que explica o motivo de eu gostar de ler releituras, porque elas abastecem o meu lado romântico de ilusões que o mundo real não consegue suprir. Faz sentido? É, acho que não faz nenhum . Mas enfim, vamos ao livro...
 “Quando eu finalmente iria entender que, na vida real, a mocinha sofre o pão que o diabo amassou e nem sempre tem um final feliz?”

O Garoto dos Olhos Azuis é o primeiro livro da Trilogia Encantados da autora Raiza Varella e foi publicado pela Editora Pandorga já faz alguns anos e ano passado foi relançado com uma nova edição. Ele é um romance nacional que é uma releitura de A Bela Adormecida com uma pegada de chick-lit que te faz rir horrores e suspirar horrores também. Essa obra é narrada, principalmente (mas não unicamente, porque alguns capítulos são narrados por outro lindo, maravilhoso personagem também), pela protagonista Bárbara:
► Que é linda, loira, rica, e tem um ótimo emprego como advogada;
► Que foi perturbada pela avó desde sempre com histórias do cara perfeito e de não deixar o cavalo branco passar;
► Que sonha em se casar com o seu príncipe encantado desde criança, quando assistiu a cerimônia de um casamento pela primeira vez;
► E que, às vezes, ainda se lembra de um certo garoto de olhos azuis que a salvou de uma humilhação proporcionada por uma dessas vacas da vida, que mexeu muito com ela, com aqueles olhos da cor do céu, que por muito tempo ela acreditou ser seu príncipe encantado, mas o problema é que nunca mais o viu. Oh tristeza! 
“Na minha grande inocência, realmente não tinha como ficar pior, mas, como sempre demonstrava, o destino tinha algum problema pessoal comigo, e me provou como podia ser esperto e sacana quando queria.”

A Babi estava prestes a realizar o sonho de se casar, mas o cara, o Miguel, que ela achou que era o seu príncipe (já que o Garoto dos Olhos Azuis sumiu do mapa), na verdade era pior que um sapo, pois quando estavam no altar (sim, já estavam na frente do padre e tudo) ele resolveu abandoná-la e revelar que tem um caso com uma das melhores amigas dela. Traição dupla!  E desesperançada e com o coração partido ela resolve fugir de todo esse drama digno de novela mexicana e vai para a casa dos pais, com toda a família (mãe, pai, irmãos, avó...) tentando ajudá-la a superar essa decepção toda. Mas isso não ajudou tanto, então ela recebe um convite dos seus dois irmãos mais velhos e, depois de um tempo, vai morar com eles em seu apartamento para tentar colocar a cabeça no lugar e tal. Mas isso não deve ser fácil, porque os dois irmãos dela moram com outros dois caras. Imagine o desafio de morar com quatro caras! Imaginou errado, porque na verdade, não é um desafio muito grande, porque para um apartamento habitado só por homens é um lugar bem limpo e organizado. Surpresa!
“Só conquista a felicidade quem está disposto a arriscar.”

Os irmãos em questão são o Augusto, conhecido como Monstro e que é médico, e o Gustavo, vulgo Mala, que é engenheiro. E os outros dois caras que dividem o apartamento são o Bernardo, que é delegado, e o maravilhoso, lindo, apaixonante, amor da minha vida, Ian, que é o dono do apartamento e também é médico. Quando a Babi se encontra com o Ian, eles desenvolvem quase automaticamente uma relação de cão e gato, brigando até dizer chega. E como brinde a Bárbara ainda encontra uma nova melhor amiga, a Viviane, vulgo Barbie Malibu, que não mora no apartamento, mas é irmã do Ian, então sempre dá as caras por lá, principalmente agora que tem uma nova BFF .
Morando no apartamento, a Babi consegue aos poucos retomar a sua vida, com novos planos, com nossas amizades, com novas surpresas e talvez até com um novo amor... Mas para chegar ao seu “Felizes para Sempre”, ela vai ter que penar muito e ser forte para lidar com tudo que a espera, deixando as mágoas e desilusões de lado, sem deixar de ter o coração aberto e se permitir ser feliz.
“A questão é que toda mulher tem uma princesa dentro de si em algum lugar, tem algo de único e especial que apenas um homem vai enxergar.”

Eu amei os personagens desse livro, pelo menos a maior parte deles. A Bárbara é guerreira ao mesmo tempo que é covarde, é alegre, mas vive fazendo drama, fugindo, dando piti... Mas nenhuma mulher é perfeita, né? Então acabamos nos identificando muito com ela. Os irmãos da Babi, o Monstro (mais estressado e com um jeito todo bruto de ser) e o Mala (mais amigável e sensível), me deixaram um pouco triste pelo fato de não ter irmãos, eu amei a relação entre eles e a irmã mais nova, porque é do tipo que vão brigar, implicar um com um outro, mas sempre, SEMPRE, vão estar apoiando, protegendo... E eu sempre quis ter isso, mas nunca vou ter (vou chorar ali no canto ). A Vivi é uma melhor amiga que devia servir de exemplo para todas as melhores amigas do mundo, ela ilumina, ela encanta, ela alegra, ela apoia, ela consola, ela incentiva, ela aconselha... E ainda vem com um irmão maravilhoso a reboque! Preciso de uma Barbie Malibu, principalmente uma que venha acompanhada por um Ian, porque que ser apaixonante, meu bom Poseidon ! Lindo, loiro, médico, que toca violão e canta, com um sorriso capaz de derreter todas as geleiras da Antártida e com um olhar que faria qualquer uma tremer nas bases. Um ser fofo, protetor, carinhoso, cheio de amor ... Ah! Suspiros, suspiros e mais suspiros! 

  #AProcuradeumIan #IanEuTeAmo #CasaComigoIan  
“Nunca se ressinta, nunca desista. O cavalo branco só passa uma vez e não volta, mas não é tão fácil assim enxergá-lo.”

A Raiza Varella possui uma escrita bem fluída, que te faz grudar na história até te fazer esquecer que precisa dormir e que você tem uma vida. A narração é super envolvente, os personagens são encantadores... Mas eu não amei esse livro totalmente por um simples motivo: depois da metade do livro, algumas coisas eu senti que foram muito apressadas, pouco desenvolvidas, não vou dizer que foram totalmente desnecessárias, mas do jeito que estão trazem um excesso de drama que a obra não precisa, parecendo uma novela mexicana. Se o livro tivesse umas 700 páginas, melhorando o desenvolvimento dele como um todo, acho que ficaria muito melhor e não ficaríamos com a sensação de coisas jogadas na gente, sabe? Mas tirando isso, o livro é realmente muito bom .
“Quantas vezes um coração podia se partir?”

O Garoto dos Olhos Azuis é um livro sobre amor, perdão, amizade, família, superação e recomeços. Ele nos proporciona uma visão do amor nas mais diversas formas, nos fazendo rir, refletir, nos emocionar. Nos mostrando que o nosso príncipe encantado pode estar mais próximo do que imaginamos, e, mesmo se nunca o encontrarmos, ainda teremos o amor e carinho da nossa família e dos nossos amigos (de verdade) que podem ser tudo que precisamos para alcançarmos a felicidade, com o cavalo branco aparecendo ou não. Até! 
“Hoje eu percebo que é um grande erro criar as crianças para acreditarem no amor verdadeiro. A Disney deveria se envergonhar de vender a pobres almas ingênuas sonhos que não se concretizam na vida real. Hoje, eu mataria com minhas próprias mãos a Cinderela se tivesse a chance de encontrá-la passeando de abóbora; seguraria a cabeça da Ariel fora da água até ela sufocar, e riria até me dobrar se a Fera devorasse a Bela. Todos esses contos de fadas entorpeceram minha mente e me fizeram crer que, um dia, quando eu virasse a esquina, daria de cara com um príncipe montado em um cavalo branco. Se eu tivesse sorte, o cavalo teria asas e o cara me levaria para morar em seu castelo. Como hoje eu sei que as coisas mais inesperadas acontecem comigo, só posso rezar para não ser sequestrada e ser feita de refém por algum maluco que queira uma empregada doméstica que cobre pouco.”

Nota ::  

Informações Técnicas do livro

O Garoto dos Olhos Azuis
Trilogia Encantados # 1
Ano: 2016
Páginas: 376
Editora: Pandorga
Sinopse (Skoob):
O príncipe encantado existe?
Bárbara é linda, loira e bem-sucedida. Desde que assistiu a uma cerimônia de casamento pela primeira vez, ainda criança, seu sonho é apenas um: percorrer o tapete vermelho da igreja, vestida de noiva. Porém, contrariando todas as suas expectativas, ao ser abandonada no altar, a vida de Bárbara desmorona. Ela decide voltar à cidade natal e passa a viver com os irmãos e mais dois amigos. Todos homens. Com a ajuda de Vivian, uma espécie de Barbie Malibu, Bárbara tenta superar sua decepção amorosa recente e uma da adolescência, que volta com tudo à sua memória: o garoto dos olhos azuis. Será que o cavalo branco só passa uma vez? É isso que Bárbara vai descobrir com bom humor, jogo de cintura e uma pitada de neurose, em O Garoto dos Olhos Azuis, romance de estreia de Raiza Varella.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Amei a resenha,a capa está linda e chamativa...já estava louca para ler o e-book e consegui aproveitar ele está gratuito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conseguir ele gratuito é mais um incentivo para o ler :). Amo a capa desse livro, é linda mesmo.
      Bem-vinda ao Clube do Farol!

      Excluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!