Poesia :: Vandal e Constante

Postado por | 3:04 PM 2Comentários

  Nenhuma forma de homenagem é melhor que a própria poesia. Parabéns a todos!

Esquizofrenia poética


Licença poética é minha ética,
mente frenética, caneta epilética,
no mundo ilusório...
A realidade é esquizofrênica poética,
internado por expor o interno que vem de dentro,
esquizofrenia hoje em dia é ter o real sentimento,
enquanto o mais louco é o que se cala!
Pois ninguém,
é mais esquizofrênico que o silêncio.



 Equações

Tanto tempo distorcido com faltas constantes
e desejos tão lineares
que um olhar para o lado é tão impossível.
Como justificar verdades que tornei mentiras?

Éramos iguais em nossas diferenças
talvez eu quisesse me tornar como você
e você não compreendia como era ser eu
será que tudo isso foi capaz de confundir?

Não é como uma equação 
Não iremos nos tornar iguais

Em breve no Clube do Farol, você também poderá encontrar sua constante!
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Muito obrigado pelo carinho e já estou ansioso para ver minha resenha no blog \o/

    ResponderExcluir
  2. Também estamos ansiosos para resenhá-lo. :D

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!