O Clube indica ... Literatura Nacional

Postado por | 7:27 AM Deixe seu Comentário
 

Literatura Nacional


Alguns dias atrás eu ainda estava bastante indecisa sobre qual livro nacional indicar, até que eu li essa obra da autora Ana Beatriz Brandão (ela só tem 17 anos e escreve super mega bem, autora prodígio maravilhosa) e toda a indecisão sumiu, porque me apaixonei por O Garoto do Cachecol Vermelho ao ponto de que esse ser o primeiro livro nacional a entrar para os meus favoritos, e olha que eu já li muitos. Nesse livro a protagonista Melissa, que é bailarina, conhece o lindo, maravilhoso e apaixonante Daniel, que decide ajudá-la a mudar de atitude, de vida (já que ela é mimada e mega preconceituosa). O que o Dani faz pela Mel fez meu coração se derreter por ele (Dani's são as melhores pessoas, só acho 😁). O Garoto do Cachecol Vermelho é um livro comovente, emocionante e apaixonante, então faça um favor a si mesmo e o leia. Sério! Ah! Ao comprar esse livro você ajuda a ABrELA (Associação Brasileira de Esclerose Lateral Amiotrófica) já que a autora resolveu doar parte de seus direitos autorais para essa Associação. Palmas para ela! 👏👏👏👏👏 Enfim... Leia, leia, leia!




Surpreendente! O livro não poderia ter um nome diferente da surpresa que temos a ler ele, eu confesso que leio muito poucos livros nacionais, se eu lesse mais com toda certeza eu pararia de ficar surpresa com a qualidade da literatura nacional atual, pois vou colocar isso como uma das minhas metas de 2017: ler mais nacionais.
Os poucos que eu li da literatura nacional foram muito bons, e Surpreendente está com certeza no top 3 deles. Não o achei perfeito, não fui muito fã de alguns diálogos que pareceram irreais em primeiro momento, mas eu me rendi a seu enredo diferenciado, ao final que poderia parecer para alguns não dos melhores, mas foi real e foi maravilhoso, ainda mais com suas referencias cinematográficas e musicais, o autor Mauricio Gomyde surpreendeu com esse livro e fiquei feliz por ter me aventurado pelos nacionais, uma dica a todos: leiam mais Brasil. 

*(Indicação do Lucas).
Para a surpresa de muitos eu não vou indicar um clássico. Minha dica de livro nacional é um livro que foi publicado de forma independente e conta uma história um pouco louca. Mas inspiradora.

Aline Campbell é autora do livro “Portas Abertas” e conta um pouco como foi viajar durante 90 dias pela Europa sem dinheiro. Isso mesmo, ela viajou sem dinheiro ou cartão de crédito. Natural do Rio de Janeiro, Aline, embarcou em 2013 em um avião só com suas roupas e a passagem de volta para o Brasil. Ela conheceu 30 cidades em 14 países na Europa. É muito louco acompanhá-la nessa viagem. Ela mostra que é possível realizar nossos sonhos e que o ser humano ainda tem bondade em seu coração, além de mostrar que dinheiro ou bem material não é o mais importante em nossas vidas. Dinheiro está entre os mais importantes, mas não é o mais importante. É inspirador demais.


*(Indicação do Vinicius)
Eu vou indicar o livro A Lenda de Ruff Ghanor: O Garoto Cabra do autor Leonel Caldela, que é um dos meus autores nacionais favoritos.

O livro conta a história de Ruff Ghanor (dúh), do seu amadurecimento, responsabilidades e até sacrifícios.


Eu escolhi esse livro não apenas por ele ser brasileiro mas sim porque ele é um dos melhores livros de fantasia que já li, os personagens são todos carismáticos cada um com sua qualidade e defeito, a história não é alongada e maçante, e apesar da fantasia, ele é um livro um tanto quanto violento algo que As Cronicas de Gelo e Fogo faz, que é retratar bem a realidade da época de uma forma mais explícita do que A Lenda de Ruff Ghanor



Bem, pra quem gosta de fantasia é uma ótima escolha. 


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Palavra do Leitor:

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!