Resenha :: Lugar Nenhum

Postado por | 8:30 AM Deixe seu Comentário

“Mas não se pode nunca assumir... que só porque algo é engraçado, não vá ser perigoso também.”

Esse era um livro que eu estava querendo ler a muito tempo, por ser do Neil Gaiman e ter uma premissa que eu nunca tinha imaginado, que é uma pessoa comum, distraída e cheia de problemas. Acaba se encontrando em uma situação em que ela não existe mais, mas sempre apareceu alguma promoção e acabei deixando de lado, até que minha linda amiga devoradora de livros me deu de presente .
Quando falamos de fantasia nós sempre pensamos nos escolhidos e em personagens que no começo da história são fracos e de coração grande, no final fica extremamente fortes ,treinam com um ancião renegado ou o melhor mestre que já existiu e o protagonista acaba o superando e derrotando alguma entidade cósmica que trás o fim do tempos ou algum outro aprendiz rebelde. Mas isso não é algo que espero dos livros do Neil Gaiman, ele sempre coloca pessoas normais em situações extraordinárias ou malucas dependendo do ponto de vista.
“Mas talvez exista uma resposta para nossas questões, uma chave para nossos problemas.”

Richard Mayhew é um irlandês que está pra ir para Londres a trabalho e seus amigos estão dando uma festa de despedida, quando ele acaba encontrando uma senhora misteriosa que após ler sua mão faz uma profecia (aprendi nos meus pequenos estudos sobre mitologia que profecia nunca é coisa boa, sempre é o filho que vai matar o pai e só traz sofrimento e desgaste), ele não se importa muito e a vida segue. Em Londres ele conhece uma moça chamada Jessica, uma mulher de classe, refinada e MUITO exigente, que acaba virando sua noiva. 
Certa noite, Richard acaba ajudando uma moça que estava gravemente ferida que diz estar sendo perseguida por assassinos. A pedido dessa moça ele procura o maravilho golpista De Carábas, o vigarista mais carismático que existe, o que De Carábas não sabe ele pode descobrir com alguns favorzinhos e se precisar de sua ajuda dele, não de um favor como pagamento (ele vai cobrar). 
Depois que De Carábas vai embora com ela se desculpando ("desculpa qualquer coisa" é porque a pessoa aprontou um monte na sua casa, OPEN YOUR EYES).
Richard acaba deixando de existir para todas as pessoas ao seu redor transformando sua vida em uma loucura sem fim, onde ele descobre que existe uma cidade em baixo da cidade, escuridão sólida, vagões de trem gigantescos por dentro, uma feira onde se vende de tudo, ratos reis e muitas, MAS MUITAS, portas ou talvez nem tantas?
“Os problemas são covardes: nunca acontecem sozinhos, sempre andam em bandos e se jogam todos ao mesmo tempo em cima da vítima.”

O livro mostra um pouco da história de Londres e como sempre somos obrigados a escolher; escolher acreditar ou não; escolher aceitar ou recusar; escolher ficar ou escolher ir. Ele fala sobre a monotonia da vida, que nem tudo o que queremos é o que queremos de verdade e como a realidade é relativa para cada pessoa. Um livro excelente para quem AMA fantasia, gosta de algumas reflexões sobre a vida ou para quem gosta de Neil Gaiman é indispensável.
Quem aí tá a fim de ir comigo até o mercado flutuante pra comprar uns perdidos?

“Sempre fui da opinião de que a violência é o último recurso dos incompetentes e de que ameaças vazias são o santuário final dos ineptos.”

Nota :: 

Informações Técnicas do livro

Lugar Nenhum
Ano: 2016
Páginas: 336
Editora: Intrínseca
Sinopse (Skoob)
Primeiro romance de Neil Gaiman é relançado no Brasil com conteúdo extra, em Edição Preferida do Autor.
Publicado pela primeira vez em 1997, a partir do roteiro para uma série de TV, o sombrio e hipnótico Lugar Nenhum, primeiro romance de Neil Gaiman, anunciou a chegada de um grande nome da literatura contemporânea e se tornou um marco da fantasia urbana. Ao longo dos anos, diferentes versões foram publicadas nos Estados Unidos e na Inglaterra, e Neil Gaiman elaborou, a partir desse material, um texto que viesse a ser definitivo: esta edição preferida do autor.
Em Lugar Nenhum, Richard Mayhew é um homem simples de coração bom que tem a vida transformada quando ajuda uma jovem que encontra ferida numa calçada. De um dia para o outro, Richard se torna invisível na Londres que sempre conheceu: não tem mais trabalho, não tem mais noiva, não tem mais casa. Para recuperar sua vida, ele se embrenha em um mundo que nunca sonhou existir, uma cidade que se abre nos esgotos e nos túneis subterrâneos: a chamada Londres de Baixo, em que personagens únicos e cenários mirabolantes fazem a Londres de Cima parecer uma mera paisagem cinza.
Com muita ação, um bom humor peculiar e evocações sombrias de um mundo fantástico, Lugar Nenhum é leitura indispensável para os fãs de Neil Gaiman e um rico prazer para os que ainda não conhecem o autor.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Palavra do Leitor:

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!